quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Felicidade, Sonhos...

Hoje, nem sei bem como, tive uma tarde sem nada para fazer que juntamente com o tempo que está muito pouco convidativo para passeios na rua, passei a minha tarde deitada na cama, enrolada na minha mantinha, a ler um livro e acompanhada pelo meu chá preferido, menta. Com a chegada dos dias de chuva a minha preguiça aumenta consideravelmente.

A certa altura do livro que estou a ler encontrei um parágrafo que me deixou a pensar. Daquelas frases que uma pessoa sublinha, dobra o canto da folha, faz desenhos à volta, o máximo possível para que nunca mais se possa esquecer do que leu...

"A luz adequada, as cores que funcionam bem para si, numa casa onde flui a boa energia, com uma cozinha que cheira a bolos acabados de fazer e onde esses bolos se podem provar acompanhados de um chá aromático e boa conversa. Ao fundo toca a sua música preferida... Essa casa é-lhe confortável e será certamente um lugar onde se sentirá verdadeiramente feliz!"

In "Casa Feliz" by Maria Barros

Se há coisa com que nunca tenha sonhado foi um dia vir a ter uma peça decorativa, uma jarra, um quadro, ou até mesmo um sofá, daquele designer super conhecido ou igual àquela que uma determinada celebridade tem na casa dela, peças que custam mais pra lá do que eu possa imaginar... 
Não desvalorizo de todo as pessoas que têm esse desejo, e muito mais se podem comprar, melhor! Até porque são esses designers talentosos que muitas das vezes servem de inspiração para as peças que conseguimos encontrar nas lojas mais "em conta".

Sempre fui uma pessoa de grandes sonhos, muitas das vezes sonho até mesmo alto de mais. Mas posso afirmar que aquilo com que sonho, maioritariamente, passa por aquilo que a Maria Barros escreveu, o que eu acho ser necessário para alcançar a felicidade, neste caso específico para ter uma Casa Feliz. Como se pode ler, nada disto tem a ver com os bens materiais, muito menos com os preços das coisas, mas sim com aquilo que nos transmite sentimentos bons e que nos é confortável, mas essencialmente tem a ver as pessoas com quem partilhamos isto tudo.

Sem comentários:

Enviar um comentário